*** EqUiNoDeRmOs ***


Equinodermos

 

☺ Os principais são: estrelas-do-mar, lírios-do-mar, bolacha-da-praia, serpentes-do-mar, pepinos-do-mar e ouriços-do-mar.

Estrela-do-Mar

☺Existem a pelo menos 600 milhões de anos. Surgiram no início da era Paleozóica, no período cambriano.

☺ Hoje, são conhecidas 5.500 espécies de equinodermos.

☺Não possuem sistema sangüíneo, e sim hidrovascular (aqüífero). Pelo sistema aqüífero, passam:água, oxigênio, dióxido de carbono e nutrientes.

☺Possuem simetria radial, isto é, dois lados idênticos

Simetria Radial: dois lados idênticos

☺ Se quisermos matar uma estrela do mar, não devemos cortá-la, pois ela se regenera, devemos tirá-la da água.

Estrela-do-Mar com braço segmentado



 Escrito por Raquel Krüger às 15h08 [   ] [ envie esta mensagem ]




☺ Todos os equinodermos vivem nos mares (não se encontram em outro ambiente), mas não nadam nem flutuam, eles se arrastam pelo fundo, mas alguns são fixos como os lírios-do-mar, e alguns flutuam.

Lírio-do-Mar

☺ O nome equinodermos significa pele com espinhos (echinos=espinho; derma=pele), os quais podem ser grandes como ouriços do mar ou pequenos como as estrelas do mar.

Ouriço-do-Mar: espinhos bem desenvolvidos



 Escrito por Raquel Krüger às 15h03 [   ] [ envie esta mensagem ]




☺ Constituem um dos filos mais facilmente reconhecíveis do reino animal. Nenhum é parasita ou colonial.

☺ São peculiares porque não apresentam cabeça.

☺ São abundantes em todos os oceanos do mundo.

☺ Nos equinodermos a simetria é pentarradiada, ou seja, a organização desses indivíduos é em número múltiplo de 5: 5 braços, 5 dentes, 5 placas ambulacrais, 5 placas interambulacrais,... Embora seja uma regra a presença de cinco raios, existem exceções, como a estrela do mar.

Estrela-do-Mar com dezesseis braços

☺ São utilizados em ensaios experimentais sobre fecundação e desenvolvimento, onde são utilizados ouriços do mar.

☺ A maior utilidade dos equinodermos está nas pesquisas biológicas (laboratórios)

☺ Nas regiões litorâneas são utilizados como alimento, os habitantes da bacia do mediterrâneo comem assadas ou cruas as gônadas do ouriço do mar. As paredes do corpo do pepino do mar, após fervidas e secas, são utilizadas para fazer sopas. As vísceras de vários equinodermos são usadas como iscas para peixes.

☺ Não é possível distinguir externamente o macho da fêmea nos equinodermos.

☺ Os equinodermos têm hábitos alimentares variados, existindo espécies carnívoras, como as estrelas do mar, e herbívoras, como os ouriços.

Estrela-do-Mar atacando uma ostra



 Escrito por Raquel Krüger às 14h53 [   ] [ envie esta mensagem ]




Sistema Digestivo: é completo, menos nos ofiuróides, que falta o ânus. A digestão é extracelular. A maioria deles tem:

☺ boca

☺ esôfago

☺ estômago

☺ intestino

☺ ânus

Os equinóides têm cinco dentes calcários, que formam a lanterna de Aristóteles. A boca e o ânus são centrais.

Nos asteróides a boca é central, o ânus é próximo à região central. As estrelas capturam seu alimento pelos pés ambulacrais e levam a boca.

Os holoturóides quando atacados (pepinos-do-mar) eliminam suas vísceras (parte do seu intestino), enquanto o predador se ocupa com ele, o pepino-do-mar foge. Depois a parte eliminada se regenera.

Ofiúros não tem anus.

Nos crinóides a boca e o ânus estão juntos na superfície oral, os cílios é que levam o alimento até a boca.

             Região oral: região onde se localiza a boca.

             Região aboral: região contraria a boca, geralmente localiza-se o ânus (exceto os ofiuros e os crinóides).

 Escrito por Raquel Krüger às 14h48 [   ] [ envie esta mensagem ]




 Sistema Nervoso: é formado pelo nervo anelar que esta ao redor da faringe (anel nervoso). Que é o controlador. Dali saem os nervos radiais, para o resto do corpo.

 OS SENTIDOS -  na ponta de cada braço da estrela-do-mar existem tentáculos táteis. Chamados de células fotorreceptoras. Mas no geral eles possuem células táteis na superfície do corpo. O caminho desses estímulos é:

      Células táteis -> nervos radiais-> anel nervoso

 

Sistema Excretor: Não existem órgãos excretores diferenciados como nós (rins, bexiga...). Os excretas são absorvidos por amebócitos (células do sistema circulatório) e eliminados através das pápulas, parede intestinal, pés ambulacrais, árvore respiratória, hidropulmões ou qualquer outra estrutura exposta à água que os elimina por difusão.

 

Sistema Circulatório: não existe um verdadeiro sistema circulatório, cardíaco, por que não existem órgãos específicos. Este sistema está relacionado com o sistema ambulacral e respiratório.

Esse sistema é chamado de hemal ou hidrovascular. Que é um sistema de canais e lacunas que contém água, com amebócitos realizando um sistema de transporte (para gases, excretas, nutrientes...).

 

Sistema Ambulacral: este é o sistema de locomoção que utiliza os mesmos tubos de lacunas do hidrovascular. Para explicar, utilizaremos a estrela-do-mar da classe dos asteróides.

Na região aboral, perto do ânus encontra-se outra estrutura, a placa madrepórica (é uma espécie de segunda boca). Um canal madrepórico ou pétreo conecta-a com o canal circular (circunda o intestino). Dali partem cinco canais radiais. Eles vão para os braços da estrela. Estes originam canais menores, os canais laterais. Eles se ligam as ampolas (saquinhos) que terminam nos pés ambulacrais (aos pares). Neles tem uma espécie de disco adesivo, como uma ventosa. A sua locomoção acontece quando a água entra pela placa madrepórica preenchendo todos os canais. A pressão da água chega as ampolas que enchem. A musculatura presente nas ampolas ''empurra'' a água para os pés ambulacrais, que se alongam e fixam as ventosas em alguma superfície. A musculatura do pé se contrai e da empola relaxa. Com a seqüência desses movimentos a estrela-do-mar se locomove no fundo oceânico. Nos equinóides (ouriços-do-mar) os seus espinhos, longos e móveis, participam da locomoção. Os equinodermos se diferenciam de todos os demais componentes do Reino Animal pela existência de um sistema hidrovascular.

Sistema Respiratório: geralmente é realizado pelo sistema ambulacrário, pelo processo de difusão (ofiuróides, crinóides, holoturóides). Já os asteróides e equinóides possuem brânquias dérmicas chamadas de pápulas. São pequenas e moles. E saem do corpo entre os espinhos. Além da respiração também servem para o sistema excretor.

Nos holoturóides é diferente: eles têm um hidropulmão ou árvores respiratórias. Estes são tubos ramificados que acumulam água para as trocas gasosas (internas). A água entra pela cloaca e vai para a árvore respiratória, lá ocorrem as trocas gasosas, e depois da oxigenação a água é eliminada pela cloaca.



 Escrito por Raquel Krüger às 14h45 [   ] [ envie esta mensagem ]




As classes dos Equinodermos

 

Classe Asteroidea (Asteróides)

As estrelas-do-mar vivem em quase todas as costas marinhas. O corpo de uma estrela-do-mar consiste de um disco central e cinco raios ou braços afilados. As estrelas-do-mar alimentam-se de moluscos, crustáceos e vermes tubícolas. Algumas alimentam-se de matéria orgânica em suspensão. Animais pequenos e ativos, até mesmo peixes, ocasionalmente podem ser capturados pelos pés ambulacrários e pedicelárias e levados à boca. Estrelas-do-mar sofrem acidentes na natureza e podem soltar um braço quando manuseadas rudemente, mas os braços regeneram-se rapidamente.

 

 

 

 



 Escrito por Raquel Krüger às 13h23 [   ] [ envie esta mensagem ]




Classe Equinoide (Equinóides)

Os membros desta classe tem o corpo arredondado. Em um ouriço-do-mar comum as víceras estão encerradas em uma carapaça. Cinco áreas, correspondem aos braço de uma estrela-do-mar, são perfuradas para uma série dupla de pés ambulacrários. Nas placas há tubérculos baixos, arredondados, nos quais os espinhos se articulam. Ouriços alimentam-se de plantas marinhas, matéria animal morta e pequenos organismos, sendo considerados herbívaros. Também fazem parte desta classe as bolachas-da-praia. Os ouriços podem causar acidentes ao ser humano. Se uma pessoa pisar num ouriço os espinhos podem penetrar o pé e quebrar, causando muita dor e risco de complicações.

Classe Ophiuroidea (Ofiuróides)

Os ofiuróides tem um disco pequeno, arredondado, com cinco braços distintos, longos, delgados, articulados e frágeis. No braço há um ramo do sistema ambulacrário. Os  pés ambulacrários são ventrolaterais, sem ventosas. Eles são sensitivos, auxiliam na respiração e podem levar alimento à boca. Não há pedicelárias e brânquias dérmicas. Todos os órgãos digestivos e reprodutores estão no disco. A boca fica no centro da superfície oral. Não há ânus. Vivem desde água rasa a profunda, algumas vezes, escondendo-se embaixo de pedras ou plantas marinhas ou no lodo e areia, tornando-se ativos a noite. Movem-se por movimentos rápidos. Alimentam-se de pequenos crustáceos, moluscos e outros animais e detritos do fundo; podem servir de alimentos a peixes. Nessa classe estão as serpentes-do-mar.

 

Classe Crinoidea (Crinóides)

São semelhantes a flores (crino = lírio), normalmente ficam fixos a rochas ou no fundo do mar. Seu corpo é em forma de um pequeno cálice, ao qual estão presos cinco braços delgados, que se ramificam logo na base. Vivem fixos ao substrato pela região aboral, tendo ocorrido, em função disso, o deslocamento do ânus da região aboral para a região oral. Assim, nos crinóides, ânus e boca abrem-se lado a lado, na região oral. Exemplo: Lírio-do-mar.

Classe Concentricicloidea (Concentriciclóides)

Recentemente foi descoberto um novo grupo de equinodermos, constituído pelas margaridas-do-mar. São pequenos animais que vivem junto a madeiras encharcadas, no fundo do mar. Por terem sido descobertos há muito pouco tempo, somente agora estão sendo estudados.

 

Para ver a continuação do trabalho, clique no link abaixo

http://equinodermos.zip.net



 Escrito por Raquel Krüger às 12h32 [   ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]




 



Meu perfil
BRASIL, Sul, PORTO ALEGRE, Mulher, de 15 a 19 anos, Portuguese, English, Esportes, Música, Estudar Biologia =]
MSN - rckruger@yahoo.com.br Raquel Krüger
Histórico
  24/10/2004 a 30/10/2004


Outros sites
  2ª Parte do Trabalho
  Flog da Raquel
  UOL - O melhor conteúdo
  BOL - E-mail grátis
Votação
  Dê uma nota para meu blog



O que é isto?